Especial Saúde no Trabalho
Vida saudável ao alcance das mãos

É fato, os profissionais estão trabalhando cada vez mais, acumulando tarefas e, definitivamente, ficando sem tempo para cuidar da própria saúde. A rotina de muitos é de casa para o trabalho, do trabalho para casa. Sem escalas. Nesse processo, não há disposição para fazer outras atividades. O resultado? Colaboradores doentes e sedentários no ambiente de trabalho.

O Negócio Feminino conversou com profissionais da saúde para alertar sobre a importância em ser saudável até mesmo no horário do expediente. Eles deram dicas de como mudar e ter maior qualidade de vida. Espia, só.

Não peque pela boca

Um dos sinais que acaba, muitas vezes, se tornando uma desculpa, é o cansaço. E isto se intensifica quando o assunto é alimentação. Segundo a nutricionista Renata Zanfelice, muitas pessoas caem, diariamente, na tentação dos famosos lanchinhos e carrocinhas por aí.

Ingerir este tipo de comida é prejudicial por serem, em geral, gordurosos e não apresentarem as vitaminas necessárias para o corpo. Afinal, na ausência dos nutrientes essenciais, o cansaço, a sonolência e dificuldade para prestar atenção toma conta.

“Uma boa alternativa para não precisar recorrer aos bares e lanchonetes é levar algumas porções de lanches, como frutas da estação já lavadas e cortadas, um punhado de nozes ou castanhas, barras de cereal sem açúcar ou até sanduiche integral”, orientou Renata. Além disso, ela recomenda: “Para não faltar energia no corpo, é fundamental comer a cada três horas, mas alimentos ricos em vitaminas”.

Outra dica é fazer as refeições sentado, comer com calma e em quantidades adequadas permite melhor rendimento. Aquela bobeira que dá pós-almoço acontece porque o corpo precisa se concentrar para fazer a digestão. Logo, se você exagerar, vai bater aquele sono e, adeus produtividade.

Mantendo a postura

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o sedentarismo tem tomado proporções inimagináveis. Uma rotina sedentária facilita o desenvolvimento de doenças como diabetes, hipertensão, infarto, AVC e artroses.

Nesse sentido, o fisioterapeuta Marcelo Fabris Vidal, salienta que é muito importante a prática regular de exercícios físicos. “Com eles em dia, seu corpo é capaz de suportar melhor as sobrecargas do dia a dia, além de ser uma válvula de escape para os problemas do cotidiano”, garante o profissional.

Outro problema que deve ser enfrentado é a postura. São poucos os profissionais que não permanecem sentados o dia inteiro e que não trabalham em frente ao computador.

Como a maioria não corrige os problemas posturais, as dores se intensificam. Marcelo dá sugestões de cuidados que devemos ter:

- Mantenha as costas sempre apoiadas no encosto da cadeira e os pés sempre no chão. Caso não alcance, providencie uma caixa
- Mantenha os cotovelos apoiados nas laterais da cadeira, permitindo que todo o braço fique relaxado durante a digitação.
- Posicione o monitor de modo que a cabeça se mantenha em uma posição alinhada para visualizá-lo, sem necessidade de baixá-la ou elevá-la excessivamente.
- Mantenha o monitor a uma distância confortável em que não seja necessário inclinar o corpo à frente para enxergá-lo.

Corpo e mente em sintonia

Na próxima semana, vamos tratar dos hábitos saudáveis que precisamos ter com a nossa mente. Conforme a médica Daniela Osório Alves, não basta o corpo estar em ordem. “Deve-se sempre trabalhar corpo e mente juntos, fazendo mínimos intervalos durante o expediente. Parar e respirar fundo com os olhos fechados e relaxar”, apontou Daniela.