Cristtiane escreve mensalmente, sempre na segunda-feira.
Moda, Estilo e Dresscode profissional

Estilo e moda são duas coisas distintas. A moda é o reflexo da cultura do momento, difundida através das tendências traduzidas pelos estilistas em todo o mundo. O estilo é a expressão pessoal de quem somos, a expressão do caráter, a relação com o mundo à nossa volta; tem conteúdo pessoal pois tiramos da moda somente aquilo com o qual nos identificamos. O estilo pessoal reflete na roupa as mudanças que se passam em nossas vidas.

Trazendo o estilo pessoal para o ambiente profissional, precisamos adequar a nossa imagem de acordo com aquilo que a Empresa deseja transmitir ao mercado (seu público-alvo).

Com a diversidade de produtos e concorrentes sem fronteiras,  é preciso entender que o funcionário de uma Empresa, é um agente da imagem corporativa, que faz a ponte entre a sua identidade e imagem com o público que a percebe.

Com isso, o diferencial das empresas passou a ser o atendimento e o serviço oferecido através das pessoas que trabalham nela e, cada vez mais definem políticas claras de como os funcionários devem se apresentar a fim de garantir essa percepção de maneira positiva.

Neste contexto, o dresscode profissional nada mais é do que adequar a sua roupa pessoal ao trabalho. A forma como você combina suas roupas fora do trabalho serão diferentes da forma como as combinará quando estiver atuando.

O nosso Estilo pode ser adaptado ao segmento corporativo através do reaproveitamento de peças que temos para as ocasiões da nossa vida pessoal. Tudo que você precisa fazer é saber identificar o que tem e como conciliar seu guarda-roupas para atender todas as demandas que a sua vida profissional exige hoje (pois amanhã a adequação poderá ser outra).

Com certeza o trabalho é a demanda mais importante (e mais exigente!)  de todas as outras, pois é através dele que você passa a maior parte do seu tempo e, através dele que você se relaciona com o maior número de pessoas. Sendo assim, você precisa estar transmitindo quem é e o que representa o tempo todo.

Você precisa ter sempre em mente: que tipo de ambiente trabalha, quais são as pessoas com quem se relaciona, qual é a missão da sua atividade profissional.

Mas é preciso não somente vestir-se. É necessário alinhar-se com o todo . Na marca pessoal todo esse discurso precisa estar adequado com quem você realmente é, representa e deseja alcançar. Entenda que cada pessoa também é uma marca e que a construção de uma boa marca requer postura, hábitos, vestimenta adequada e aparência saudável. Isso porque a forma como nós nos vemos afeta a nossa maneira de pensar, de sentir, de agir e de se comportar, em seguida, a maneira como os outros vão reagir e responder a nós.

Você tem talentos que o definem, atributos de valor que o diferenciam e experiências que o tornam único. Será pela sua forma de atuação que você será lembrado, seja na vida pessoal ou profissional.

Fique atento pois não dá para ser uma pessoa off line e outra on line. Não dá para desvincular a sua imagem da vida pessoal da vida profissional.

Você é único em todos os sentidos.