Sócias gaúchas criam roupas para amamentação

Foi durante a amamentação que a as sócias Silvana Piccinini Loss e Luciana Dalfollo Ferreira Termignoni transformassem uma ideia pessoal em negócio. Após o nascimento das filhas, Giulia e Ana Maria, ambas com 3 anos e 3 meses, as amigas, formadas em arquitetura, buscaram por modelos que suprissem essa demanda. Como não encontraram, optaram pelo desenvolvimento, cada uma a seu estilo, com o auxílio de uma costureira parceira. Assim surgia a Love Milk Roupas para Amamentação. As gurias conversaram com o Negócio Feminino e contaram um pouco da rotina de cada uma. Espia só.

 

Negócio Feminno: Como surgiu a marca?

Silvana e Luciana: A Love milk nasceu da necessidade. Nós duas tivemos bebês juntas, com poucas semanas de diferença, e tivemos uma enorme dificuldade para encontrar roupas que fossem práticas e confortáveis para amamentar, mas que também fossem bonitas e modernas. Daí surgiu a ideia de confeccionarmos nossas próprias roupas. Como arquitetas, projetamos as peças para atenderem as funções que queríamos, e depois fomos lapidando os modelos para chegarem nos acabamentos que esperávamos. Não demorou muito para outras pessoas começarem a pedir e então surgiu a ideia de transformar isso em um negócio. Como estávamos com bebês pequenos e flexibilidade era um fator importante para nós, optamos por criar a Love Milk em formato de e-commerce.

NF: O que maisas motivaram a empreender?

SL: Acreditamos muito que foi a nossa vontade de trazer para o mercado um produto que, apesar de simples, não existia, e que é incrivelmente necessário para facilitar o dia a dia das mães que amamentam.

NF: E quais foram os maiores medos?

SL: No inicio, nossos maiores medos foram conseguir acertar nos modelos que oferecessem para as mães aquilo que elas realmente procuravam e que fosse funcional e moderno ao mesmo tempo, e também tivemos medo de não conseguir vender na internet. Sabíamos que era necessário ter um diferencial para poder se destacar entre tantas outras empresas de vestuário, e corremos atrás disso.

NF: Eles ainda continuam ou mudaram?

SL: Com certeza mudaram, e muito. Nossos medos iniciais já foram superados e hoje temos novos desafios.

NF: O que significa empreender pra vocês?

SL: Para nós empreender significou pegar uma idéia e colocá-la na prática. Nós optamos por executar um sonho mesmo sabendo dos riscos, e sem duvida, para empreender é preciso ter coragem, persistência e muita paixão pelo que se faz.

NF: Como conciliam a vida profissional com a pessoal?

SL: Sempre falamos que a Love Milk foi nosso segundo filho, pois a empresa já nasceu sendo conciliada com a nossa maternidade e nosso trabalho como Arquitetas. Desde o principio estabelecemos que a família ficaria em primeiro plano e temos nos desdobrado no dia a dia para tentar manter assim. Dentro da empresa, para que não fiquemos sobrecarregadas, temos uma boa divisão de tarefas, e a expansão da marca no ultimo ano nos trouxe também muito aprendizado: delegar mais e nos cercar de bons parceiros e uma boa equipe.    

 

NF: Que dica dão para quem deseja ter o próprio negócio?

SL: Empreender, principalmente no Brasil e no cenário atual não é uma tarefa fácil, é preciso muita dedicação e vontade. Trabalhar com aquilo que se gosta também é fundamental.

 

RAPINHAS:

 

Quem é a Luciana? Mulher, mãe, esposa, empresária, arquiteta, que gosta de viajar e de escutar rock. Constantemente em busca de novos conhecimentos.

Uma referência? Minha mãe Rosa, exemplo de caráter e companheirismo

Um livro ou filme? Comece Algo que Faça a Diferença

Se fosse um animal, qual seria? Ora lagarta ora borboleta.

Uma frase?  "Sempre que houver alternativas, tenha cuidado. Não opte pelo conveniente, pelo confortável, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso. Opte pelo que faz o seu coração vibrar. Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências." (Osho)

 

Quem é a Silvana?  mãe, esposa, filha, empresária empreendedora e também uma geminiana. Sou movida por boas conversas e novos desafios,  e estou sempre buscando meios para equilibrar todas essas tarefas.

Uma referência?  minha família

Um livro ou filme? Livro... qualquer um do Sidney Sheldon

Se fosse um animal, qual seria? um cavalo, pela maravilhosa mescla entre razão e emoção que eles possuem.

Uma frase?  "Ou você tem uma estratégia própria, ou então é parte da estratégia de alguém" (A.Toffler)

 

Acesse as redes soiais das urias e acompanhe as novidades: 
Site: www.lovemilk.com.br 
Facebook:  /lovemilkroupasamamentacao
Instagram: @love_milk_roupas_amamentacao