Daiane Klóss, 23 anos de história

Nascida e crescida na pequena cidade de Nova Roma do Sul, interior do Rio Grande do Sul, Daiane Klóss sempre trabalhou com a família em atividades na agricultura. Até que os pais, com uma visão na área vitivinícola, passaram a produzir vinhos. Conheça a história de quem acumula a vida na Vinícola D’Klóss e seu título como Rainha da 12° La Prima Vendemmia.

Negócio Feminino - Como foi iniciar na produção de vinhos?

Daiane Klóss - Meu amor pelo trabalho cresceu cada vez mais e resolvi me especializar nesta área. Até hoje trabalho onde me realizo por gostar do que faço. O amor que tenho pela profissão me fez tomar algumas decisões, como a participação da Escolha de La PiúBellaRagazza 2015.

NF - Quais são os valores que carrega como a Rainha da 12° La Prima Vendemmia?

DK - O título de rainha não me transformou em outra pessoa, mas colocou alguns pontos em evidência, como o meu município e a La Prima Vendemmia. Ser rainha ou princesa não é somente carregar uma faixa, uma coroa e colocar um vestido lindo, mas o principal é assumir os compromissos, as responsabilidades e fazer com amor. Quando é feito com amor não se mede os esforços.

NF - O que te motiva?

DK - Primeiramente o amor, o orgulho e o carinho que sinto por Nova Roma do Sul e pela Festa La Prima Vendemmia. A cultura italiana me impressiona, e a festa resgata e revive aqueles momentos de alegria de nossos imigrantes. Sinto orgulho por fazer parte, isso me motiva mais ainda para trabalhar para que esta festa seja um sucesso.

NF - Qual a sua função nos negócios da família?

DK - Como é uma empresa familiar, com apenas oito anos no mercado posso dizer que faço um pouco de tudo. A Vinícola D’Klóss começou com uma pequena produção de vinhos de mesa e artesanal. A demanda foi aumentando, a empresa foi se desenvolvendo, eu resolvi me especializar para melhor atender nossos clientes. Começamos com a produção de suco de uva integral, sem adição de conservantes, o que nos proporcionou algumas oportunidades de mercado maior. Hoje, acompanho a produção, faço as análises, acompanho a parte administrativa e fiscal. Assim podendo residir e trabalhar em Nova Roma do Sul estando ao lado da minha família.

NF - O que te levou a fazer enologia?

DK - Cresci neste meio, o amor pelas tradições familiares me ajudou nesta decisão. É uma profissão que exige trabalho e tempo sem medir esforços, ainda mais quando não se exerce somente esta profissão. Tenho que conciliar as atividades para que sejam bem feitas.

NF - Quais os desafios do setor vinícola?

DK - No ano de 2015 o setor teve grandes desafios, e estamos sentindo agora nesta safra. Um deles foi o clima, onde tivemos geada, granizo, excesso de chuva, tudo isso fez com que a produção na safra de 2016 fosse menor, e com a qualidade comprometida. A crise política e econômica que enfrentamos no Brasil também balanceou o setor, com grandes aumentos nos insumos necessários para a produção de derivados da uva.

NF - Os vinhos brasileiros estão garantindo mais espaço no mercado ou ainda buscam uma valorização frente aos importados?

DK - Posso dizer que o Brasil teve um passo muito grande na qualidade de nossos produtos, mas o que mais se destaca frente aos importados são os espumantes e o suco de uva, com tecnologia e competência estamos conquistando nosso mercado brasileiro.

NF - Como administra o trabalho e o título de rainha da La Prima Vendemmia? E tudo isso com a vida pessoal?

DK - Não é tarefa fácil, ainda mais que já iniciamos a vindima safra de 2016. Mas quando participei do concurso estava ciente de que todas as candidatas teriam a possibilidade de ganhar, e então fui escolhida. Está sendo bastante cansativo, mas muito gratificante, uma fase da minha vida onde jamais esquecerei, e vou poder passar para meus filhos e netos.

NF - Quais são os seus sonhos para o futuro?

DK - Com saúde construir uma família, continuar trabalhando na Vinícola D’Klóss, cursar Mestrado em Enologia, me manter aperfeiçoada. Fazer o que realmente gosto ao lado das pessoas que mais amo.

Rapidinhas
Quem é Daiane? Batalhadora, persistente, animada, sempre disposta.
Uma referência?La Prima Vendemmia
Uma frase? “Por mais longe que seja a caminhada, o mais importante é dar o primeiro passo.”
Um filme ou um livro? Titanic
Um hobby? Passear, conhecer novos lugares
Se fosse um animal qual seria? Águia
Uma causa: Combate ao câncer de mama
Um aroma: Uva madura
Um vinho: Tannat