Elas são o futuro

Produção, tecnologia e conteúdo no mundo sem limites e conectado da WE2

As publicitárias Flávia Cotta e Tanara Soletti idealizaram a WE2 norteadas pelo “nós duas”, da tradução livre e simpática do inglês a partir do we, a primeira pessoa do plural. Bem podia ser também WE de uma bem aportuguesada visão de World Entire, ou seja, mundo inteiro. Sim, porque a dupla olha muito além do skyline da zona de conforto. Com base em relacionamentos alicerçados em quase duas décadas de trajetória profissional de cada uma, conecta os clientes com fornecedores e propõe soluções para projetos, inserindo novas tecnologias e expertises a uma singular forma de pensar a produção e o digital. 

A WE2 produz comerciais de TV, holografias, projetos de conteúdo e cultura, softwares para promoções, aplicativos, realidade aumentada, vitrines, ponto de venda, projeção mapeada, animações em 3D, tudo com a utilização de múltiplos recursos. “Circulamos por diversas plataformas digitais, além de transitarmos também na área de consultorias, negociações, cotações com celebridades e direitos autorais. Temos estrutura para filmar em Los Angeles e em New York”, complementa a elétrica Tanara.

Se tem logística de costa a costa na América do Norte, imagina, então, rodar em Porto Alegre. A celebridade de um dos mais recentes trabalhos é a brasileira radicada nos EUA Alice Braga. Ela estrela os filmes da Wrapioca, que serão usados para lançar o produto nos EUA por meio de PDV, Instagram e site do cliente. “Alice mostrará a facilidade que é preparar a tapioca, tanto para receitas fitness, como uma refeição mais elaborada ou, ainda, para o dia a dia. Algo do tipo: abri a geladeira e vou inventar um prato com o que tenho em casa”, conta Tanara, envolvida também na produção executiva dos filmes.

Outra ação que está enchendo as sócias de orgulho é o filme da campanha de Natal do Sicredi, criada pela DZ, agência digital da instituição. “Focada em internet, utilizamos uma tecnologia inédita no Rio Grande do Sul. Será uma superexperiência!”, garante Flávia, que já conquistou o título de Produtora do Ano em um dos Salões da Propaganda da ARP.

Aliás, as duas se conheceram há mais de uma década, quando, na época, a então cliente Flávia, como RTVC de uma agência de publicidade gaúcha, era atendida por Tanara em uma produtora de filmes. “Unimos expertises e abrimos a WE2 por acreditarmos que o mercado é carente de novas tecnologias associadas a uma inteligência de produção. Como eu e a Flavia já fomos RTVC, conhecemos todo o mercado e eu, como produtora, tenho uma nova visão de executar a produção com qualidade, uma outra forma de pensar. Vivemos um momento único e complexo na economia, no mundo. Assim, o novo se faz cada vez mais necessário”, defende Tanara.

Como RTVC, Flávia se angustiava porque um universo de possibilidades tecnológicas estava fora das agências e não poderia alcançá-lo enclausurada em uma função devorada pelas demandas cotidianas. “A produção clamava por mudanças drásticas, e não somente da criação ou atendimento. Pensar diferente significava ver tudo de fora, reinventar e quebrar alguns paradigmas, mesmo que causasse estranhamento no início”, relembra. 

A coragem visionária em pouco mais de um ano e meio rendeu a confiança de clientes como Volvo, Grupo RBS, Grendene, Piccadilly, Kepler Weber, Gaúcha Sports Bar, Sicredi e Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. O mundo inteiro pode ser envolvido pela dupla da WE, tudo é possível com elas.

 

Imagem por Felipe Ramalho do Estudio Haluz