Cris escreve todas as sextas-feiras.
Não te acomoda, te incomoda!

 

Você alguma vez já se sentiu acomodado na vida? Como se estivesse no piloto automático? Pois bem, isso é tão normal que acabamos por achar que é assim mesmo que se vive. Só que não. Quando entramos nesse estado robótico, estamos deixando de viver e, infelizmente, acabamos somente por sobreviver e ponto.

O difícil é acordar e se dar conta de que estamos assim. Na maioria das vezes, acabamos escolhendo nos acomodar para não nos incomodar. Para tudo! Toquem as sinetas, acendam o farol! Prefira se incomodar sempre, mas nunca, nunca mesmo se acomode em uma vida que não te pertence.

Uma amiga colocou no facebook esses dias, a frase: PROCURO-ME. Me vi nela, inteiramente. Quem já se achou de verás? Eu ainda não. Para mim, essa busca é eterna, vou me conhecendo aos poucos, é um namoro sem fim, tem dias que me surpreendo comigo mesma, tem dias que me decepciono. É da vida e não poderia ser diferente.
Só que nesse viver todo, podemos fazer nossas escolhas e elas podem limitar ou nos dar asas para voar além de nossas próprias bordas. Percebe a magia disso tudo?

Estava aqui escrevendo esse texto e nessas paradinhas básicas para beber uma água, ver o que o filho preciso e dar um bisu na internet, me deparo com um texto da jornalista de idas e voltas, Fernanda Pandolfi e ele caiu como uma luva nessa espaço que dedico a todos nós, esse tempo de divã das palavras, onde escrevo para me conectar comigo e contigo. Ela diz que "por muito tempo acreditou que impulso era defeito, só que mexendo na sopa de letrinhas do Aurélio, descobriu o verbo pulsar e o seu sinônimo em substantivo. Pulsares são estrelas de nêutrons pequeninas e densas com campo magnético muito intenso, que giram sobre si a velocidades colossais emitindo altos feixes de luz… e tudo ficou mais claro, só quem pulsa brilha… Só quem tem coragem… Só quem vive cada dia como se fosse o último, afinal, um dia será mesmo…”

Então, meu caro, não te acomoda em uma vida que não cabe em ti, mas transborda quem tu realmente é. Toma as rédeas da tua jornada, aproveita cada passo desse caminhar e deixa teu coração pulsar no ritmo do mundo.

Do teu mundo.

Te incomoda, vai atrás dos teus sonhos, pode ser em passos largos ou de formiguinha, não importa, mas vai. Não te entrega tão fácil. E a cada conquista, desfruta da beleza que é ter chegado até ali e depois, vai mais um pouco, é sempre bom ter um objetivo a seguir, sempre bom ter uma estrela para olhar, uma estrela que nos guia, uma estrela nos desvenda, que mostra quem somos de verdade. Vai e brilha!