Aldrey escreve a cada 15 dias, sempre nas quartas-feiras.
“Ao infinito... e Além”

 

Como foi o seu 2016?  Qual o primeiro fato veio à sua cabeça? Bom ou ruim?

Todo início de ano eu escrevo os objetivos e coloco prazo para que sejam realizados. Antes eu deixava colado no espelho e agora eu tenho uma parede com tinta lousa e deixo ali escrito e vou riscando o que já foi conquistado.

Vários objetivos foram alcançados, alguns até antes do prazo; já outros, ficaram para trás.

A cada objetivo alcançado uma comemoração, nem que fosse brindando com suco de bergamota. Por que não comemorar as conquistas? Brindar diariamente faz bem.

Foi um ano de crise, mas que fez muita gente, incluindo eu, a sair da zona de conforto e buscar alternativas, as quais fizeram minha empresa crescer.

E não foi só a empresa que cresceu, eu também.

Perdas, onde pessoas passaram a morar no céu como estrelas. Decisões que mudaram o rumo de tudo. O verdadeiro significado da palavra resiliência. Felicidade e amor no seu ápice. Além de pedalar muito mais.

E, descobri que nada de mal pode acontecer com quem está sorrindo,  sempre vale a pena se esforçar, mesmo que as coisas não saiam como o planejado, e isso não precisa ser ruim, pois sempre vai trazer algo de bom.

A busca incessante de algo a mais, faz parte da vida. Ainda nesta semana eu palestrava em um evento e ao final me pediram para resumir tudo em uma frase, perguntei se alguém tinha assistido Toy Story e se lembravam da frase do Buzz, para minha surpresa, descobri que 100% dos que estavam lá também gostavam de ver animações, e a frase que resume  tudo : “Ao infinito...e além!”

Não existe limite da onde podemos chegar, tenho certeza que a cada objetivo alcançado outro ainda mais desafiador virá, e como nada de ruim pode acontecer com quem está sorrindo, vou seguir com sorriso largo no rosto e sempre em frente. Já tenho algumas metas traçadas para 2017, e ansiosa para escrever na parede, com a   certeza que várias delas vou alcançar, e  outras talvez eu mude de ideia no caminho, sendo bom ou ruim, vamos ao infinito e além.