Michellen Fernandes escreve mensalmente, sempre nas terças-feiras.
Educação emocional para empreender

 

Toda pessoa é uma possibilidade de aprendizado e em minhas últimas experiências atendendo empreendedoras e atuando em algumas áreas em gestão de pessoas, me fizeram aprender muito, percebi algo comum entre elas: “A falta de habilidade com as emoções.” Mergulhada nesse tema, percebi em mim alguns gaps e passei a observar melhor o outro – Isso é autoconhecimento.

Muitas empreendedoras e muitos profissionais estão preocupados exclusivamente com as suas habilidades e competências técnicas para desempenhar a suas funções, isso é ótimo! Mas esquecem de uma das mais importantes habilidades, as socioemocionais e desconhecem como desenvolvê-las.

Profissionais já atuantes no mercado de trabalho não sabem se comunicar mesmo tendo uma bagagem de experiência, profissionais tem dificuldade de lidar com seus colegas de trabalho e seus líderes, líderes de equipe têm dificuldade de lidar com seus, justamente porque não sabem reconhecer/lidar com as suas emoções e acolher as emoções do outro.

O empreendedor não pode ser um analfabeto emocional, pois diariamente enfrenta muitos desafios: Adversidade, pressão, responsabilidade, finanças, liderança, solidão e por isso, trabalhar sua  inteligência socioemocional traz alguns benefícios que são percebidos ao longo do tempo, como: Aumento da autoconfiança; diminuição do estresse e preocupações descabidas, melhora a satisfação no trabalho, lidar melhor com frustrações, as relações interpessoais são mais harmônicas, aumenta muito à compreensão dos outros, melhora a aptidão para manter diálogos difíceis, tem uma sensação melhor de controlar seu ambiente, não cria expectativas irreais.

Hoje quando eu atendo uma futura/atual empreendedora cheia de sonhos para empreender ou querendo melhorar o seu desempenho profissional ao traçarmos a sua meta e objetivo, procuro inicialmente entender toda a parte emocional envolvida no ato de empreender e nessa etapa temos várias surpresas. Eventualmente pode haver tantas resistências em uma pessoa, que justamente aquilo que ela mais quer, menos consegue, até entender melhor o seu processo de resistência.

O que eu quero trazer é: Não deixe suas emoções trancadas a sete chaves. Lide com os sentimentos de uma maneira saudável e construtiva, pois sua capacidade, eficiência e eficácia no mundo dos negócios ajudarão a transcender sua própria expectativa e você alcançará patamares elevados de satisfação e resultados. Boa sorte!